A AEAMVI desenvolve o programa “Moradia Econômica”, instituído em Blumenau no ano de 2005, por meio da Lei Complementar número 315, com cobrança de taxa única na construção de moradias para famílias de baixa renda.

A ação que rendeu uma premiação especial, concedida pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina, no ano de 2011.

O programa isenta do ISS os engenheiros autônomos responsáveis pelos projetos do programa, além preços diferenciados na emissão da ART e na taxa de emissão do Alvará.

Plantas padrões

Para ser beneficiado, o interessado deve se dirigir a AEAMVI e escolher uma das plantas padrões do book. A Associação faz a ponte com o engenheiro autor do projeto.

O engenheiro contratado analisa o terreno, faz a adequação do projeto e o encaminhamento para consulta na Prefeitura. Se aprovado, são realizados os projetos complementares (estrutural, arquitetônico, elétrico e hidráulico) e o acompanhamento técnico da obra.

As plantas padrões apresentam projetos de residências de alvenaria e madeira em três tamanhos. A edificação de 70 metros2 tem dois quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e garagem. A casa intermediária, com 50 metros2 não contempla garagem e área de serviço. O projeto menor, com 30 m2 é composto por um dormitório, banheiro, sala e cozinha integrada.